Fallimentos de mensura invalida le these del calefaction global, dice un scientista.

(Languages of this post: Interlingua, Portuguese, English)

Un scientista qui es sceptic sur le calefaction global insiste que un bon parte del datos que indica le augmento del temperatura del planeta debe esser ignorate proque milles de stationes de mensura in multe partes del mundo se trova afficite per conditiones que causa distortiones in le resultatos.

Le meteorologo Anthony Watts affirma in un nove reporto que “le datos sur le temperatura global se trova seriemente comprometite proque plus que tres quartos del 6.000 stationes de mensura que existeva in le passato jam non sta a functionar.

Watts anque dice que il ha un serie propension a remover stationes que se trova in areas rural e in altitutudes e latitudes plus elevate, ducente a un perception de calefaction que es significantemente plus alte que lo que existe in le realitate.

Le reporto titulate “Surface Temperature Records: Policy Driven Perception?” (Le registros del temperaturas del superficie: mentira con motivation politic?) esseva publicate forma de forma independente, e non in magazines scientific in le quales le articulos es analysate e evaluate per collegas del autores.

Ma altere recercatores appoia le analyse de Watts, includente le professor de scientias atmospheric John Christy, del Universitate de Alabama, qui ha essite inter le autores principal del IPCC, le pannello del Nationes Unite sur cambios climatic.

Inter le evidentias citate per Watts pro defender su these se trova un photo que monstra como le station de mensura in le aeroporto de Fiumicino, in Roma, se trova positionate detra le pista de atterrage, recipiente le gases calefacite emitite per le aeronaves.

Un altere station de mensura se trova intra un parco de automobiles de beton in le citate de Tucson, Arizona.

Illos es situationes que, secundo le scientista, affice le uso del terra e le paisage urban circumferente iste loco, reflectente conditiones local in vice del tendentias global de nostre planeta.

In Sudamerica, le recercator affirma que le stationes que mesura le temperatura in le alte altitudes non se prende in consideration, ducente scientistas a evaluar le cambio climatic in le Andes per medio de un lectura de datos in le costa de Peru e de Chile e in le jungla amazonic.

Como resultato de iste fallimentos, secundo Watts, le mensuras effectuate in le solo es inutile. Ille insiste que le datos de satellite es plus precise e le sol tipo de datos que debe esser utilisate in le evaluation del cambios climatic global.

Le debatto provocate per personas como Watts es ligno in le foco de discussion inter alicun scientistas qui se trova convencite que le calefaction global ha causas artificial e altere scientistas qui crede que le calefaction global, si illo existe, es un phenomeno totalmente natural que non pote esser cambiate per effortio human.

Falhas de medição invalidam tese do aquecimento global, diz cientista.

Um cientista que é cético sobre o aquecimento global defende que boa parte dos dados que apontam o aumento da temperatura do planeta devem ser ignorados porque milhares de estações de medição em muitas partes do mundo estão sendo afetadas por condições que causam distorções nos resultados.

O meteorologista Anthony Watts afirma em um novo relatório que “os dados sobre a temperatura global estão seriamente comprometidos porque mais de três quartos das 6.000 estações de medição que existiam no passado não estão mais em funcionamento”.

Watts diz também que há uma séria propensão para remover estações que estão em áreas rurais e em altitudes e latitudes mais elevadas, levando a uma percepção de aquecimento atmosférico que é significativamente maior do que o que existe na realidade.

O relatório intitulado “Surface Temperature Records: Policy Driven Deception?” (Os registros das temperaturas da superfície: mentira com motivação política?) foi publicado de forma independente, e não em revistas científicas em que artigos são analisados e avaliados por colegas dos autores.

Mas outros pesquisadores apoiam a análise de Watts, incluindo o professor de ciências atmosféricas John Christy, da Universidade do Alabama, que já esteve entre os principais autores do IPCC, o painel das Nações Unidas sobre mudanças climáticas.

Entre as evidências citadas por Watts para defender sua tese está uma foto que mostra como a estação de medição no aeroporto de Fiumicino, em Roma, está posicionada atrás da pista de decolagem, recebendo os gases aquecidos emitidos pelas aeronaves.

Outra estação de medição está instalada dentro de um estacionamento de concreto na cidade de Tucson, no Arizona.

Essas são situações que, segundo o cientista, afetam o uso dos solos e a paisagem urbana ao redor da estação, refletindo muito mais as mudanças nas condições locais do que as tendências globais de nosso planeta.

Na América do Sul, o pesquisador afirma que as estações que medem a temperatura nas altas altitudes deixaram de ser consideradas, levando os cientistas a avaliar a mudança climática nos Andes por meio de uma leitura dos dados na costa do Peru e do Chile e da selva amazônica.

Como resultado destas falhas, de acordo com Watts, as medições efectuadas no terreno são inúteis. Ele insiste que os dados de satélite são mais precisos é o único tipo de dados que devem ser utilizados na avaliação de mudanças climáticas globais.

O debate provocado por pessoas como Watts é lenha na fogueira da discussão entre alguns cientistas que estão convencidos de que o aquecimento global tem causas artificiais e outros cientistas que acreditam que o aquecimento global, se existir, é um fenômeno totalmente natural que não pode ser mudada pelo esforço humano.

Failures in measurement invalidate the thesis of global warming, says scientist.

A scientist who is skeptical about global warming claims that much of the data indicating an increase in temperature of the planet should be ignored because thousands of measuring stations in many parts of the world are being affected by conditions that cause distortions in the results.

Meteorologist Anthony Watts says in a new report that “data on global temperature are severely compromised because more than three-quarters of the 6,000 measuring stations that existed in the past are no longer in operation.”

Watts also says that there is a serious tendency to remove stations that are in rural areas and at higher altitudes and latitudes, leading to a perception of atmospheric heating that is significantly higher than what exists in reality.

The report, entitled “Surface Temperature Records: Policy Driven Deception?” was published independently, not in scientific journals in which articles are analyzed and evaluated by authors’ colleagues.

But other researchers support Watts’ analysis, including the atmospheric sciences professor John Christy of the University of Alabama, who has been among the principal authors of the IPCC, the UN panel on climate change.

Among the evidence cited by Watts to defend his thesis is a picture that shows how the measuring station at the Fiumicino Airport in Rome is positioned behind the runway, receiving the heated gases emitted by aircraft.

Another measuring station is installed within a concrete car park in the city of Tucson, Arizona.

These are situations that, he said, affect land use and urban landscape around the station, reflecting more the changes in local conditions than the overall trends of our planet.

In South America, the researcher said that the stations that measure temperature at high altitudes are not taken into consideration, leading scientists to evaluate changes in the Andes by reading data from the coast of Peru and Chile and from the Amazon jungle.

In South America, the researcher said that the stations that measure temperature at high altitudes are not taken into consideration, leading scientists to assess the change in the Andes through a reading of the data on the coast of Peru and Chile and the Amazon jungle.

The debate provoked by people like Watts is fanning the flames of argument among some scientists who are convinced that global warming has artificial causes and scientists who believe that global warming, if it exists, is a completely natural phenomenon that cannot be changed through human effort.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: